notícias do paraíso

Portugal, agora sim, está no seu melhor. As indemnizações por despedimento foram reduzidas, há mais mexidas nos subsídios que ainda não sei quais são mas nem vale a pena saber porque não se vão ficar por aqui; depois de Medina Carreira foi a vez de Teixeira dos Santos ter buscas em sua casa e ver o seu nome escarrapachado nos jornais para um apressado julgamento na praça pública; a RTP é o que é, a TAP é o que é, a EDP é o que foi, o orçamento de Estado vai passar com o beneplácito de Cavaco e para miséria dos portugueses; as manifestações, as pacíficas, são para o governo como caspa que sacodem dos casacos com um frémito de asco; Mário Soares é a voz mais crítica por parte do PS e é tratado como um velho jarreta, ele que sabe mais a dormir do que Coelho com dez mil assessores a lamber-lhe seja o que for que lhe queiram lamber; Isabel Jonet, a rainha da caridade, continua a dizer disparates e a ser reverenciada como o próximo Nobel da Paz, Nobel esse agora atribuído a uma entidade que tem Durão Barroso à frente do pelotão e está tudo dito, mas não vomitado; Relvas soma e segue, contentinho da silva com o seu poderzinho, as suas manigâncias de baixo coturno, os seus contactos e negócios de grande senhor do empresariado nacional e internacional, não faz a coisa por menos que ele é Relvas e não escalracho; desculpem-me se me esqueci de qualquer coisa ou de qualquer coisinha mas o que aqui fica já chega para atestarmos, com chancela papal e tudo, que estamos entregues não à bicharada, não à lixarada, mas à maior golpada (por enquanto sem sangue) da história de Portugal. 

Estamos no bom caminho. Da queda para um abismo bem fundo. Imundo.

Fotografia: http://www.csfd.cz

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!