os meus votos de um terrível natal, doutor coelho


Mais uma história de aberração neste Portugal do ano do Coelho. Desempregados contratados para fazer de Pai Natal e receberem a mirabolante fortuna de 43 cêntimos por hora. Homens que contribuem para os sonhos da petizada mas que, com este salário infame, não terão dinheiro para levar para os filhos um presente, por ínfimo que seja.

Desejo aos seus filhos, doutor Coelho, um bom Natal. O mesmo não lhe posso desejar a si. 

Comentários

Donatien disse…
Desejo,na pior das hipóteses que parta uma perna,na melhor que parta as quatro.
Manuel Cruz disse…
Podem achar-me uma criatura cruel -que achem à vontade - mas apoio i-n-c-o-n-d-i-c-i-o-n-a-l-m-e-n-t-e!

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho