um bombom na biblioteca

A gente tem que botar contas à vida de cada vez que quer gastar uns tustos em luxos. E, já se vê, nos dias que correm tormentosos, um livro passou a ser luxo. Este, no entanto, não me vai escapar. Richard Zimler lê-se sempre com prazer. E esta história, passada em Portugal na actualidade, com as vicissitudes e mazelas que se conhecem neste conturbado país, promete. A corrupção, a promiscuidade entre negócios e política, crime de morte, investigação policial, rebuçadinhos para quem gosta de ler policiais de rosto humano, mais um bombom na biblioteca. E Richard tem, além disso, dois pontos a seu favor. É da colheita de 1956, como eu, reserva de boa cepa. E, sendo americano, adoptou o Porto como a sua terra. Há lá melhores atributos!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho