lisboa de outras eras

Do tempo em que Lisboa era, toda ela, um grande centro comercial a céu aberto. As galinhas e os perus vendiam-se vivos em plena via pública, o leite era retirado directamente de cabras e vacas à porta do freguês, os vendedores de peixe, hortaliça, rendas, jornais, todos eles passavam na rua e apregoavam, bem alto, os seus produtos. Não precisávamos de internet para comprar sem sair de casa.

Ardina


Amolador

Bagageiro de aeroporto

Calceteiros

Bombeiro

Carteiros

Cantoneiro

Coveiro

Engraxador

Fotógrafo "à la minute!

Guarda Fiscal

Lavadeiras

Leiteiro

Leiteiro

Polícia-sinaleiro

Polícia e padeiro

Peixeiras

Tipógrafo

Varinas

Vendedeira de galinhas

Vendedor de azeite e petróleo

Vendedor de banha da cobra

Vendedor de confecções

Vendedor de perus

Vendedores de rendas

Aguadeiros

Alfarrabista

Aguadeiros

Alfarrabista

Ama

Ardina

Ardina

Barbeiro de rua

Azeiteiro

Barbeiro

Calceteiros

Calista

Carregadores

Costureiras

Carteiros

Criada de servir

Estivadores

Engraxador

Fotógrafo "à la minute"

Leiteira

Limpa-chaminés

Moços de fretes

Modista

Padeiro

Polícia

Pescador

Sapateiro

Taberneiro

Telefonistas

Trapeiro

Varina

Vendedeira de figos

Vendedeira de galinhas

Vendedeira de figos

Vendedeira de petiscos

Vendedeira de hortaliça

Vendedeira de sumos

Vendedor de banha da cobra

Vendedor de castanhas assadas

Vendedor de castanhas

Vendedor de hortaliças

Vendedor de gelados

Vendedor de rendas

Quase todas as fotografias recolhidas em:
http://restosdecoleccao.blogspot.pt
http://ovelhaperdida.wordpress.com

Comentários

Portuguesinha disse…
Sem comentários?
Bela compilação das actividades que noutros tempos faziam a cidade de Lisboa vibrar de vida, cheiros e sabores.

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

chora, mariquinhas, chora