a irritação da ministra


Não sendo adepto do PS e muito menos defensor de Sócrates, que teve culpas no cartório, oh se as teve!, devo dizer que já me mete nojo este passa-culpas para o governo anterior. Para além de Maria Luís ter mentido e continuar a mentir - alegadamente, acrescente-se em minha defesa e não dela - é revoltante o estratagema engendrado para culpar Sócrates dos males que são males do centrão, todo ele, sejam os contratos swap, as PPP e outros negócios ruinosos, as fundações, o estadão do Estado deles, os tachos e alcavalas para os apoderados, filiados e demais privilegiados, as obras de fachada, a governação à direita e o mais que toda a gente sabe, não vale a pena repetir. Ontem, no Parlamento, Maria Luís irritou-se. Digam comigo: ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente, ela não mente. Antes que a peixeirada se agrave e lhe fuja, à senhora, o pé p'ró chinelo.



Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

chora, mariquinhas, chora