tento na língua que o relvas está de volta


Se venho dar com a língua nos dentes é porque há casos, e acasos, que não posso ignorar. Como o do omnipresente Relvas. Diz-se que vai ocupar, à borla, o alto cargo de Alto Comissário. Da língua portuguesa. Pois. Está-se mesmo a ver. O homem precisava de um tacho. Mas dar-lhe um tacho, com o historial que o persegue, seria provocar mais um escândalo neste vigarizado país onde os escândalos morrem púberes. O imbróglio resolveu-se porém, a contento. Ser-lhe-ia atribuído um alto cargo sim, mas a título gracioso. Desconfio no entanto, e desculpem lá a má língua mas gato escaldado de água fria tem medo, que o alto cargo lhe vai dar para visitar - gratuitamente, graciosamente, à borla - o Brasil e Angola, só para citar dois exemplos, onde, como se sabe, Relvas mantém amizades no mundo dos altos negócios e da baixa política. Como tal, vamos lá ser lúcidos nem que seja uma vez na vida: se o pilim, o papel, a guita, o bago, a bagalhoça, o carcanhol não lhe entrar por via do alto cargo, entrará pelos baixos encargos. Que me dê o tranglomango se assim não vai ser. Com viagens gratuitas, graciosas, à borla. Mais hotel. Mais vitualhas e outras pequenas atenções necessárias a quem ocupa tão alto cargo. Viva Relvas, viva. Plim.

Aproveito e ensejo e faço uma pergunta a quem me souber responder: o que é a Casa Olímpica da Língua Portuguesa de que Relvas vai ser o Altíssimo? Não se me fez luz nem através do Google, esse magnífico engenho que a tudo responde e tudo esclarece. A tudo menos a isto. Será uma casa fantasma? Uma organização espírita? Um clube secreto? Uma associação de malfeitores onde impera a omerta? Uma instituição criada à pressa para que Relvas pudesse ser Comissário, ainda por cima Alto?

A rematar, um testemunho - comovente e em vídeo, para a posteridade - de como o sempiterno Relvas trata a língua portuguesa, qual língua de vaca que se devora entre um arroto e um traque de feliz enfartamento. Encontrar melhor representante da dita seria impossível. Nem mesmo na casa do diabo mais velho.


Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!