23/03/15

as excursões do lixo humano

É no Camboja, podia ser noutro país da Ásia, África ou América Latina. Os turistas descobriram uma nova atracção na província de Siem Reap, para além dos templos exóticos, dos mercados coloridos, da paisagem luxuriante: as lixeiras. Hordas, de máquina fotográfica em riste, visitam-nas para captar as crianças que, entre o fedor de restos em decomposição, lutam pela sobrevivência.  Ganham, por andarem a esgaravatar no lixo, 25 cêntimos do dólar que, nos dias de muita sorte, podem ir até aos 2 dólares.

Qualquer dia, por este desandar, há visitas guiadas a hospitais para assistir ao último estertor dos moribundos, entre aplausos dos excursionistas e o choro de carpideiras contratadas "para dar mais ambiente" ao desenlace.

Já faltou mais.









Todas as imagens são de Athit Perawongmetha, fotógrafo da Reuters.

Sem comentários: