entre o estrume e a podridão

Cavaco Silva, que já tinha idade para sopas e descanso, tem sido alvo, coitado, de pressões de várias quadrantes para que envie o orçamento de Estado para o Tribunal Constitucional. Hoje, foi-lhe feita uma pressão de novo tipo: para que NÃO envie o orçamento. O jornal "i", cuja qualidade de alguns dos colaboradores me faz ter por ele algum respeito, decidiu fazer a vontade ao governo e, a par de Passos Coelho, também ele vem insinuar, em parangona de primeira página, que se Cavaco enviar o orçamento para o Tribunal é porque se sente, ele próprio, lesado. É, no mínimo, feio. Por parte do governo, já estamos habituados às feiuras das criaturas. Do seu jornal pelos vistos oficial, o "i", é que não estava à espera de manobra tão baixa e descarada. Vivemos entre o estrume e a podridão. Salve-se quem puder. No mínimo, tapando o nariz. E aliviando a tripa nesta cloaca em que nos querem enterrar.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho