que seria de nós sem o amor?

Este é o Leão. Pelo segundo dia consecutivo, permanece junto do túmulo do dono, morto após um aluimento de terras, no Rio de Janeiro, em Janeiro de 2011.

 Um soldado alemão, libertado pelos soviéticos, reencontra-se com a filha, que não via desde que esta tinha 1 ano de idade.

 Christian, um menino de 8 anos, chora numa cerimónia de homenagem ao seu pai, morto no Iraque.


Uma mãe conforta o filho, após terem perdido a casa onde viviam, devastada por um tornado, em Abril de 2011, em Concord, Alabama.

 O dono abraça o seu cão, salvo do interior de sua casa, destruída por um tornado, também no Alabama, em Março de 2012.


 No décimo aniversário do 11 de Setembro, um pai presta tributo ao filho, morto nos atentados.

Depois de 7 meses em missão no Iraque, uma mãe reencontra a filha.

Ao quarto dia após o tsunami que abalou o Japão, esta menina de 4 meses foi miraculosamente resgatada por entre os destroços.


Durante os motins em Vancouver, no Canadá, dois manifestantes beijam-se depois da rapariga ter sido derrubada pela polícia.

Uma tem 76 anos. A outra 84. Foram o primeiro casal lésbico a oficializar a sua união, através do casamento, em Manhattan, Nova Iorque.

Durante as comemorações do Dia dos Veteranos, em Dallas, um sobrevivente de Pearl Harbor abraça-se a um marine que, ferido no Iraque, perdeu uma mão, uma perna e um olho.

Fotografias recolhidas em: http://www.buzzfeed.com

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!