troika que te pariu

Por António Costa Santos

Vão tirar 30 euros à pensão de viúva da tua mãe, pois vão. Não bastava a lei das rendas, pois é. O teu cunhado ficou sem subsídio e continua sem emprego, pois continua. Estás à rasca para pagar a luz, pois estás.

Olha, desculpa lá, mas não te queixes. Se não fazes nada, é mais elegante estares calado. Ou lhes dizes que se acabou a papa doce, ou não dizes e não fazes figuras tristes. Vai lá para a praia, para o futebol, vai lá pagar a conta da farmácia da tua mãe, morre e não bufes, vai bardamerda.

Nós não estamos a ser vergados, escorraçados, abusados, vilipendiados, gozados, espezinhados, condenados a uma vida quanto mais rápida, melhor - deixamo-nos vergar, escorraçar, abusar, vilipendiar, gozar, espezinhar, condenar. 

Não fomos invadidos - deixámo-nos invadir e não queremos saber. 

Não estamos a ser aniquilados - deixamo-nos aniquilar e não queremos saber. 

Estes bandalhos terroristas, estes fascistas (ri-te, pois, chamar fascista à corja dá sempre vontade de rir, o fascismo, ou nunca existiu, ou já não existe, faz parte da História; é um exagero, pois é, vivemos em democracia, não vivemos? podemos mandar vir no facebook, não podemos?), estes capachos de banqueiros e financeiros, onde nem os donos limpam os pés para não sujar de merda os sapatinhos, quem os pôs cá fomos nós, quem não os tira de lá somos nós.

Queres defender-te e defender quem não pode defender-se - os velhos, as crianças, os miseráveis, os doentes -, defende-te. Se não queres, troika que te pariu, mereces tudo.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

chora, mariquinhas, chora