leve o país à falência, alguém há-de pagar!

É este o lema do novo jogo VEM AÍ A TROIKA desenvolvido por dois professores do Instituto Superior Técnico. Os jogadores terão de, primeiro, ganhar as eleições para, de seguida, fazer todo o tipo de tropelias, exercer tráfico de influências, alinhar na corrupção, ganhar umas massas valentes, escondê-las em paraísos fiscais, levar o país à falência, chamar a troika para nos vir "ajudar" e deixar a conta para outros pagarem.

Os autores, aposto, juram a pés juntos que qualquer semelhança com a realidade será pura coincidência. Acredito, a realidade portuguesa é mais dramática do que qualquer tragicomédia, nunca seria matéria de divertimento ou de graçolas.

Quanto a si, meu amigo, compre o jogo, ou faça uma cópia pirata, ou roube-o a um amigo, o que quiser e puder que o dinheiro não abunda, mas goze, goze perdidamente. Imite alguns dos políticos da nossa praça, faça como eles, enriqueça como eles, quanto mais não seja por umas horas que lhe vão saber a pouco nesta espécie de MONOPÓLIO onde nunca irá parar à prisão mesmo que acumule casas, hotéis e empresas pouco honestamente, bastando-lhe muita lata, uma boa dose de autoritarismo, mentirolas q.b. e fama de bom aluno.

Ah! E saiba que ninguém me encomendou o sermão, não ganho comissão por qualquer venda nem sequer um exemplar do jogo à borla. Mas tenho pena, porque será um objecto de cobiça este Natal. Afinal de contas, não é todos os dias que podemos imitar os nossos mandantes, nem enriquecer, nem enganar o próximo e muito menos lixar o povo com a maior das displicências. Para isso já temos protagonistas e, esses, são imbatíveis. Se pensa que pode levar a melhor em compita com eles, tire os cavalinhos da chuva.



Mais informações:
http://ppl.com.pt/pt/prj/vemaiatroika

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho