da gralha e do borralho


Andou apagado durante uns tempos, com uma ou outra prova de vida no facebook, um saltinho à Coelha, uma reunião com o Coelho e audiências, poucas, qual Papa de todos os portugueses (mas sem ir à janela do palácio para saudar os fiéis, isso é que não, isso é que nunca não vá cantarem-lhe a Grândola, t'arrenego Satanás).

Hoje acordou. Para revelar à Nação o seu grande achado, uma gralha que encontrou, com o zelo de um amanuense, numa lei velha de anos. Gralha que, depois de descoberta, vai facilitar, ao que parece, a candidatura de dinossauros PSD a Câmaras Municipais sem quezílias de maior nem batalhas judiciais.

Acordou. Levemos-lhe a mantinha, o borralho, sopas de cavalo cansado. E resignemo-nos. Ele é que não resigna. Há mais gralhas por achar.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!