pecado capital

Lacrimejantes, devotas, erguem-se cada vez mais vozes em louvor do santo padre que, está-se mesmo a ver, tem mais encanto na hora da despedida. O mesmíssimo Papa que acaba de aprovar a nomeação para o banco do Vaticano, entidade com um passado nunca esclarecido de ligações à Máfia e lavagem de dinheiros sujos, de um novo presidente que ostenta o pomposo título de barão e o nome de Ernst von Freyberg. Até aqui tudo bem: condes, barões, duques, marqueses também são filhos de Deus e têm direito a oferendas celestes e predilecção divina. O que já não me parece bem é que este mesmo barão tenha sido, até agora, fabricante de navios de guerra. Se não acontecer mais nada até dia 28, será este o último pecado papal. Pelo capital.

Fotografia: Reuters /Alessia Pierdomenico (http://rt.com)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho