portugal está barato





A Assembleia Municipal da Lousã (AML) aprovou hoje a alienação da participação da autarquia no capital do hotel Palácio da Lousã, permitindo a sua venda por um euro a um fundo de recuperação de empresas do setor. (Expresso)

Eu, se fosse à Isabel dos Santos ou aos generais lá de Angola, estava a pau: por um euro, e eles têm milhões deles (ganhos, como se sabe, honestamente) podem vir a comprar a torre de Belém, os Jerónimos, os Clérigos, talvez até o Palácio de São Bento que, como toda a gente sabe, pouca falta nos faz.

Resta dizer que os compradores, esses mãos largas que vão assim desembolsar um euro de forma tão perdulária, são a Findings XVI - SPGS, uma sociedade anónima detida pelo Fundo Discovery Portugal Real Estate. Numa breve consulta no google, não encontrei a mínima referência à Findings XVI, nem sequer tem site próprio - fiquei a saber apenas que tem escritórios na Avenida Eng. Duarte Pacheco, em Lisboa. Também não fui mais feliz nas minhas pesquisas sobre o Discovery Real Estate. A não ser que - helas! - tem morada na rua Jean Monnet, no Luxemburgo.

Fotografias: http://www.palaciodalousa.com

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!