fábrica de plásticos procura nobel da química; salário mínimo garantido

Por Daniel Oliveira
http://arrastao.org/

O site do Instituto de Emprego e Formação Profissional para a procura de emprego é um cofre de pérolas. Que diz muito do delírio em que vivem alguns empregadores no tempo das vacas magras. Não fosse a sério, algumas das propostas dariam para rir. Veja-se esta (está difícil ir ao NetEmprego):

Uma empresa procura alguém para intérprete em negócios com outros países, sobretudo o Irão. Viagens periódicas, secretariado, desalfandegamento, tradução, atualização de base de dados e páginas de web e tarefas contabilistas. Ou seja, uma espécie de faz tudo. Pede, como condições para aceder ao emprego de secretário-programador-contabilista-desalfandegador-gerente de página-tradutor-vendedor pouca coisa: facilidade de trabalho em ambientes linux, redes de comunicação, bases de dados e web; que seja nativo persa/farsi, fluente em inglês e português; que tenha conhecimentos avançados em alemão, espanhol, italiano e mandarim; que tenha fácil acesso ao Irão, que tenha habitação em Teerão; que tenha contactos comprovados com empresas de peles, especiarias e material electrónico e informático; tem de ter conhecimentos de programação de aplicações (Java, C, C#, CB), conhecimentos de bases de dados (Oracle, MYSQL, H2, MONETDB, MONGO), conhecimentos de design web (HTML, CSS3, AJAX, JQUERY, PHP, PHOTOSHOP, AI, FW), conhecimentos de redes de comunicação (TCP/IP, UDP, VOIP, IPV4, IPV6), conhecimentos de normas ISO9000, ISO9001 e sua implementação dentro da organização e conhecimentos de contabilidade a nível internacional.

Pode ser difícil fundir numa só pessoa o Steve Jobs, o Américo Amorim, o Henry Kissinger, o chefe de gabinete da Casa Branca e papa João Paulo II. Mas quem conseguir tem a vida feita: um contrato de seis meses com o ordenado de 485 euros. E, não esquecer, um subsídio de refeição de cinco euros por dia. Não sei se este anúncio é uma brincadeira. Se é, está bem esgalhada. Mas não deixa de ser interessante que o IEFP dê publicidade a piadas de mau gosto. 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

chora, mariquinhas, chora