cega, injusta e a modos que muito estúpida

A ministra Cruz bem esbraceja e se esganiça a ver se consegue, a exemplo do Iluminado seu chefe, deixar obra que se veja e sinta, ela na Justiça, ele no País. Mas por muito que a ministra se esfalfe, os ricos continuam a safar-se por mais que roubem, os pobres vão presos às vezes por quererem matar a fome.

Se calhar este miúdo da estória, de 16 anos e sem antecedentes criminais, não tinha fome, poderá tê-lo feito por graça, para se exibir, talvez, diante de amigos. Mas roubou. Umas pizzas, duas médias, uma infantil, uns tantos gelados e bebidas, tudo por pouco mais de 30 euros. E, como roubou, está a ser julgado nesta precisa manhã de quarta-feira. Por, imagine-se, um colectivo de três juízes. Com o aparato dedicado aos grandes criminosos da alta finança. Mas esses escapam-se de cadastro lavadinho e voltam às suas carreiras de gamanço à grande. Em vez de pizzas, devoram dinheiro e vidas. E por aí andarão, à solta, até que a morte os leve para a terra onde não há pobres nem ricos, onde a Justiça é inútil, onde o dinheiro de nada vale e as pizzas de nada servem.

A história, completa, aqui:

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho