hoje venho-vos com coisas chiques

Cascais é, desde os tempos do senhor D. Luís, sítio de gente fina que até inventou um sotaque só para ela. Mas as damas e cavalheiros não são avistados na estação, no supermercado, nos correios, muito menos nas praias, um horror de gentinha empilhada. A Quinta da Marinha, as mansões, os hotéis e restaurantes de luxo continuam a ser o seu habitat natural. Estas fotografias foram obtidas, durante os anos 20, no Hipódromo da Quinta da Marinha e no Sporting Club de Cascais, criado pelo então ainda príncipe D. Carlos. Começavam a desabrochar as Tatões e  Dadinhas e Pipitas. Os Champalimaud e os Espírito Santo e os Mello e os Sommer, os donos de Portugal, progrediam e procriavam. Estava-se a um passo da longa ditadura.

Pouco mudou, em Cascais, de então para cá. Constituem ainda hoje um grupo à parte, que vive afastado da plebe, a não ser a presença tolerada, que remédio!, dos serviçais. Uma elite elegante, rica, bem nutrida, indiferente às tragédias e misérias de Portugal.

Pouco mudou. Ou nada?







Fotografias recolhidas em:
http://restosdecoleccao.blogspot.pt

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!