crime, diz ela

Lusa/http://sicnoticias.sapo.pt/
Depois do que disse há dias, ver link abaixo, sobre as incongruências de Assunção Esteves, eis que Esteves veio contradizer o que ela própria tinha dito, voltando assim a sua opinião à forma original: comete "crime público" todo aquele que, no parlamento, interromper os trabalhos dos doutores aos gritos de revolta.

É uma ofensa à democracia, acrescenta ela que, tal como a minha prima Georgina, também gosta de dizer coisas. Estranha noção de democracia tem esta gente. Sempre gostava de saber em que alfarrábios aprenderam política. Os discursos de Salazar devem ter tido muita procura.

Suspenda-se a democracia enquanto estivermos sob o período de ajustamento que, por este caminhar, vai durar mais uns 46 anos, a somar aos dois já passados. O passado voltou.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!