sexo oral de olhos postos no céu


Sexo oral? Sim, se for mulher faça-o. Desde que seja casada e que, durante a consumação do acto, pense em Cristo.

Não estou a tentar fazer graça brejeira nem a querer chocar o estimado leitor ou leitora com heresias cá das minhas. Quem subscreve este conselho não sou eu, mas D. Francisco Javier Martinez, arcebispo de Granada, num livro que a editora a que preside, ligada à arquidiocese, acaba de publicar. Tem por título "Casa-te e Sê Submissa" e foi escrito por uma italiana, Costanza Miriano. 

Mas vejamos o que diz, mais exactamente, a autora:

"Mulher, praticarás felatio ao teu marido sempre que ele to ordenar. Mas, quando o fizeres, pensa em Jesus. Recorda-te: não és uma pervertida!"

O livro, uma espécie de manual para mulheres casadas, contém muitos outros conselhos preciosos. Eis mais dois: "Deus colocou-te ao lado do teu marido, esse santo que te suporta apesar de tudo. Obedece-lhe e submete-te com confiança" e "Sê uma mulher do século XXI. Pratica o coito de costas. Assim, entretanto, podes aproveitar para passar a ferro".

Perante a comunicação social, o arcebispo defendeu com veemência o livro, dizendo: "O sexo matrimonial também é obra do Senhor e, como tal, sempre se regeu pelas directrizes da Igreja. Permitam-me que lhes recorde uma antiga expressão latina: Sine vomitus fellatio non est."

Um vómito em Granada.
D. Francisco Javier Martinez, Arcebispo de Granada


Mais em:

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!