os cobradores do saque

É o que eu tenho dito e redito por aqui: o fisco, essa gigantesca central do confisco, rede de malfeitores, de inquisidores do sacrossanto ofício de sacar o sangue e as vísceras das suas vítimas, não deixa pedra por revirar, fechadura por espiolhar, papel por esquadrinhar, tudo lhe serve para esmifrar a vítima. Foi o IVA, foi o IRS, foi o IMI, são multas, são coimas, são juros de mora, são penhoras, taxas e emolumentos, pagamentos por conta, por alma de quem não sei, são cartas ameaçadoras em linguagem impenetrável, é um susto constante a pairar, qual espectro maligno, sobre a cabeça do contribuinte, esse ser massacrado que tudo paga e consente. Desta vez, porém, a coisa foi ainda mais longe do que é costume: enviaram a missiva acima reproduzida, com o pomposo título, como se escrita por um juiz do Supremo, de NOTIFICAÇÃO PARA AUDIÇÃO PRÉVIA. O dito ofício, alegadamente motivado pela falta de pagamento de um selo de carro, foi remetido a uma menina de 11 anos. Que, pelos vistos, não tem carta mas tem carro, não tem salário mas tem dívidas ao Estado, é menor de idade mas tem idade suficiente para ser assediada por um bando de aves de mau agoiro, dadas à rapina. Com sua licença, caro leitor, cá vai: vão-se foder.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho