os manequins

Estamos desgraçados. O eleitor, o querido eleitor que, quando exerce o seu direito, não influencia só a sua vida, interfere na minha também, vai continuar a votar, perpetuamente, alternadamente, alienadamente, aleaoriamente, nos chamados partidos do arco da governação. Ou isso ou a abstenção. Ou isso ou a praia. Ou isso ou as pantufas enfiadas nos pés e o rabo alapado no sofá. Seguro aguarda a vez de ser ele a ocupar a montra. À venda, com todas as suas crenças e promessas, aos senhores da troika, aos mercados, à Merkel, à banca, ao capitalismo desgovernado que nos tem governado. Sob pseudónimo, é certo. Agora Coelho. Amanhã Seguro. Hoje o roubo às escâncaras. Amanhã o assalto com desculpas e muitas, muitas lágrimas de crocodilo. Estamos desgraçados.

Imagem: http://wehavekaosinthegarden.blogspot.pt/

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!