ainda há almoços grátis

Vítor Gaspar foi nomeado por Durão Barroso para um alto cargo na Comissão Europeia. Não remunerado, tiveram o cuidado de acrescentar para evitar as insinuações de "paga pelo serviço prestado". Já Miguel Relvas tinha sido indigitado para um cargo igualmente não pago. Apesar disso, teve dinheiro para levar mais de 200 convidados, das mais altas instâncias e da fina-flor lusitana, ao casamento. 

Devem estar a meter no prego as últimas jóias da família. Se assim não for, de onde lhes virá o carcanhol, a Gaspar e Relvas? Jogam na lotaria e ganham sempre, dados os conhecimentos financeiros de um e o domínio da arte da marosca por parte do outro?

Vejam quantos mais génios em embrião germinaram e cresceram com este governo: Poiares Maduro, Pedro Lomba, Carlos Moedas, Maria Luís Albuquerque, Helder Rosalino, Luís Campos Ferreira, Sérgio Monteiro, Nuno Crato, tantos, tantos e tão bons que será pecado desperdiçá-los. Quando este governo der o último suspiro, a bem dizer o peido-mestre, vai ser difícil arranjar cargos para todos. Mesmo à borla.

Sugiro que emigrem. Há, lá por fora, um mar de oportunidades onde poderão afogar as mágoas e afagar o ego. Os portugueses deram novos mundos ao mundo. Está na hora de serem os portugueses a darem-se, também eles, ao mundo. A título gratuito.

Somos poucos. Mas bons.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

chora, mariquinhas, chora