quanto mais te agachas


http://rr.sapo.pt
Um governo colaboracionista, que não só obedece caninamente às forças de ocupação mas que quer ir ainda mais longe, um governo que condena milhares ao desemprego ou a baixos salários, que provoca fome e miséria, um governo que, numa única legislatura, quer dar cabo de tudo o que levou 40 anos a construir, este governo já não deveria ter sido corrido há muito?

A História repete-se. Há cerca de 90 anos muitos foram os que pensaram que os nazis não iriam longe demais. Mas eles foram. Poucos foram os judeus que adivinharam o seu destino. Milhões morreram nas câmaras de gás.

Os novos marechais Pétain em Portugal, na Grécia, em Espanha, um pouco por toda a Europa, avançam, ganham terreno, ocupam ou deixam ocupar territórios, envilecem, vendem-se, subjugam-se à fuhrer Merkel e à sua fúria de mando.

Fomos atirados aos lobos. E, na esperança de que eles aquietem, não nos mexemos, paralisados de medo. Agachamo-nos. Fingimo-nos de mortos antes da morte certa.

Ah!, e não me venham dizer, conversa já gasta essa, que Passos foi eleito, que o governo é legítimo. Hitler também foi eleito. E deu no que deu. As eleições não justificam tudo, a democracia nem tudo encobre. Muito menos a ascensão e manutenção de perigosas seitas no poder.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!