28/06/15

o nosso marechal pétain


O PCP apela, dia após dia, à constituição de um governo patriótico e de esquerda. Eu não exijo tanto. Da maneira como as coisas estão, já me contentaria com um governo patriótico ou um governo de esquerda e o governo de Coelho não é nem uma coisa nem outra. A sua colagem à Alemanha, tornando-os mais merkelistas do que Merkel, é não só abjecta, envergonha-nos a todos em uníssono, mesmo os que lhe são infectamente afectos.

Depois do armistício, em França, às mulheres colaboracionistas rapava-se-lhes o cabelo. Não é a solução para o nosso caso, Coelho tem-no perdido naturalmente. Que lhe cortem então outra coisa. Pode ser a língua. O bálsamo de não o ouvirmos compensaria, largamente, a relativíssima crueldade do acto.

O IV Reich tem que ser mais curto e menos doloroso do que o III. Comecemos por limpar a casa, por cortar o mal pela raiz.

1 comentário:

Tristan Reveur disse...

rapem-lhe o CABELO...