o dia da libertação

É impressão minha ou pulula por aí grande alegria com a mais do que provável derrota da Grécia? O sentimento é desprezível, as razões que movem os contentinhos do Silva são mesquinhas, mas para além disso são tolos. Se a Grécia cair, cairemos com ela. 

Pensando melhor, não sei se serão tolos ou clarividentes. Estar sob a alçada da Alemanha, sob a pata de Merkel, não é coisa de que nos possamos orgulhar. E que nem proveitosa tem sido.

Virá o dia em que nos libertarão a nós, aos gregos, aos espanhóis, aos italianos, aos cipriotas, dos novos campos de concentração onde nos encarceraram, as nossas pátrias de trabalhos forçados, direitos coartados, salários minguados. Virá o dia em que os adoradores de Ângela, os apóstolos de Merkel, serão finalmente defenestrados.

Fico à espera.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

chora, mariquinhas, chora