despidos de escrúpulos

No quadro acima, os salários pagos aos operários da indústria têxtil nos vários países do mundo onde o trabalho barato impera (e Portugal está, diria Passos, no bom caminho).

Da Zara às marcas de luxo, todos recorrem a mão-de-obra escravizada. Que o diabo os carregue lá para os confins do inferno.









Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho