a tença do proença e a alegria de carlos silva


Carlos Silva veio manifestar o seu agrado pelo facto do Tribunal Constitucional ter chumbado algumas normas do Código do Trabalho.

Carlos não é João. João não é Carlos. Nem Silva é Proença nem Proença é Silva. Se um se confundisse com o outro, se um fosse João Silva e o outro Carlos Proença, vinha aqui, sem mais detença, chamar ao Silva o que chamei ao Proença. Mas porque Carlos não é João, pelo menos assim o espero, será menos amarelo e mais rosado, mesmo que rosa desmaiado, até consigo perceber a satisfação.

De outro modo, não faria sentido que, tendo a UGT votado o famoso acordo tripartido destinado a facilitar os despedimentos, perdão, destinado a criar mais emprego, viesse agora Carlos Silva alegrar-se com o chumbo, pelo Tribunal Constitucional, de algumas normas que a UGT, pela mão e pelos neurónios encardidos de João Proença, diligentemente aprovou.

Proença já teve a sua tença. Esperemos que Silva não goste de luvas, mesmo que pagas post-mortem.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho