oradour outra vez

Oradour-Sur-Glane foi destruída pelos nazis. Os seus habitantes, homens, mulheres, crianças, assassinados dentro da igreja, imolados pelo fogo. Oradour ficou assim, em ruínas e cinzas, para nos recordar a barbárie. E lembrar nunca foi tão preciso. Porque outras botas cardadas marcham sobre nós, outros monstros se aproximam para exterminar homens, mulheres, crianças, mortos pela fome, reduzidos à miséria, ao desencanto. Balas, bombas virão também, se for caso disso. Para que obedeçamos, nos deixemos escravizar. Outra vez.

















Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

chora, mariquinhas, chora