podemos chamar-lhes nomes feios?


Aqui está o que é. Durante os últimos dias, não se tem falado de outra coisa: segundo resgate, segundo resgate, segundo resgate, segundo resgate. Falaram disso instituições financeiras internacionais, a comunicação social, o próprio primeiro-desministro Mamede. Percebe-se, pela capa do DN de hoje, onde queriam chegar: justificar um novo orçamento de Estado ainda mais gatuno do que os anteriores. E ainda vão votar nessa gente no próximo Domingo? Claro. Sem eles, esses heróis capitais com o Mamede à cabeça, seria o terramoto, a hecatombe, o dilúvio. Melhor será deixar tudo como está. Deixar que nos continuem a roubar.

As forças com que o desministro Mamede conta são, como se vê, poderosas: conta com a solidariedade do BCE, da Comissão Europeia, do FMI, de Merkel, do Wall Street Journal, do Financial Times, do Goldman Sachs e outros bandidos e bandalhos da grande finança mundial.

Com padrinhos assim, qualquer mafioso singra na vida.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

o grande azar de pedro passos coelho