ai inhas, ai inhos, ide bardamerdinha

Há quem apoie a Nelinha. Outros, o Pedrinho. Outras, o Toninho. Somos um país de inhos, cada vez mais mirradinho, aporrinhadinho, fodidinho e mal pago. Cada cartaz é uma catarse, uma evacuação intestinal. Os políticos marcham de feira em feira, de arruada em arruada, de mão na mão, e prometem, e mentem, e oferecem uma canetinha aqui, um aventalinho ali, um saquinho acolá, resmas de autocolantes com as carinhas da Nelinha, do Pedrinho, do Toninho, do Queimadinho, do Pizarrinho, do Searinha, do Abreuzinho, do Menezezinho. Os partidinhos do poder tudo fazem para se aguentar à bronca. Já anunciam o maná que há-de vir, a tripa-forra que vai surgir, o fim das sevícias com que nos atacaram e insultaram e roubaram ao longo dos últimos dois anos e quase meio. Ai inhas, inhas, dai-lhes o vosso votozinho. E viva portugalinho. Vivinho enquanto pode.

Imagem: Rodrigo Cabrita/http://www.ionline.pt

Comentários

Mensagens populares deste blogue

defendamos a honra, porra!

oxalá me engane!

chora, mariquinhas, chora